7 PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR

MAIS CEDO OU MAIS TARDE VOCÊ SE PERGUNTARÁ...


Olá, tudo bem? Aqui é o Prof. Robert Amorim. Paz do Senhor!

Estou me perguntando se você já leu o guia prático e exclusivo que baixou ontem ou não.

Mais cedo ou mais tarde você se perguntará: E agora? O que fazer?

Antes de responder, você permite que eu te faça uma pergunta?

Você tem dúvida e temor se tem cumprido fielmente com a responsabilidade e o privilégio que nos foram confiados de compartilhar o Evangelho do Reino?

Se você respondeu SIM a essa pergunta, preciso te dizer que você não está sozinho e precisa receber este nosso alerta!

Certa vez, o Prof. Washington de Paula, pastor e especialista em Missões Urbanas e Evangelização nos levou a reflexões muito importantes.

Se você respondeu não à pergunta, por favor, pare e reflita.

O professor nos alertou que cabe a nós a responsabilidade de cooperar com a missão que Jesus Cristo compartilhou com a Igreja.

Levar ao mundo o conhecimento das Boas Novas e nos fez algumas perguntas importantíssimas.

Eu não sei se você já se fez estas 7 perguntas.

#1. Mas afinal, que Boas Novas são estas?

#2. Temos compartilhado a oportunidade de acesso à salvação e ao Reino de Deus ou temos feito convites para que ingressem em templos de nossas igrejas?

#3. As pessoas são salvas por frequentarem os cultos ou são salvas por aplicarem sua fé em Jesus Cristo como único Senhor e Salvador?

#4. Esta salvação contém pré-requisitos, é necessário que o homem atenda a estes pré-requisitos para ser salvo?

#5. Será que nós precisamos do uso de ferramentas de apoio, das atividades cênicas, do material gráfico, como exigência para que sejamos eficazes na tarefa de compartilhamento do Evangelho?

#6. Divulgar e evangelizar são a mesma coisa?

#7. Quem sabe você gostaria de continuar a nossa conversa sobre compartilhar o Evangelho do Reino?

Com esta reflexão que o Prof. Washington nos levou a fazer e, se você deseja cooperar com esta missão, leia a próxima mensagem com muita atenção até o final.

 

Deus te abençoe!


Em Cristo,
Prof. Robert Amorim